fbpx
Logo Ace Ventures
EnglishPortugueseSpanish

O que é Pitch Deck e como impressionar investidores?

Um bom investidor deseja ver um Pitch simples, visualmente agradável e verdadeiro. O Deck é um elemento importante para a sua apresentação, assim como o seu storytelling. Como não ser mais um no meio da multidão e fazer com que seus espectadores estejam 100% atentos a você? Descubra o que e um Pitch Deck, e quais são os elementos essenciais para você impressionar os investidores.

Antes de mais nada, o que é um Pitch?

Podemos considerar quatro tipos de Pitch:

  1. Pitch Twitter: Resume o seu negócio em uma frase curta e é bastante usado em eventos para networking e outras situações em que não há tempo para uma apresentação longa;

 

  1. Elevator Pitch: Apresentação do seu negócio em poucos segundos. Pense que você acabou de entrar em um elevador com o maior investidor de todos os tempos e você tem poucos segundos para apresentar o seu sonho, de maneira sucinta, antes que chegue no próximo andar. 

 

  1. Pitch Apresentação: Este você tem de três a sete minutos para apresentar. Este já pode utilizar slides. Explique o que sua empresa faz, por que isso é importante, os seu diferencial e tração. 

 

  1. Pitch para Investidores: Geralmente, este você tem uma chance maior de apresentação e consegue conversar com o investidor e aprofundar nas principais questões. Utilize de no máximo 10 a 15 slides com as informações mais relevantes do time, do produto, seus concorrentes e seu diferencial, números e gráficos para expressar melhor toda a sua estratégia de fundraising.

 

Como elaborar o melhor Pitch?

Um investidor ler e assiste milhares de Pitches durante o ano. Por mais que, fundamentalmente, a empresa seja boa, você precisa contar bem a sua história. Portanto, é necessário montar uma estrutura concisa, utilizar de um bom layout e trabalhar em cima da sua comunicação. 

O Pitch contará a promessa ao investidor, e mostrará que você tem as premissas necessárias e um bom time para alcançar o sucesso. Logo, além de ser um momento de vender a empresa, venda o propósito. Bons investidores percebem quando um empreendedor acredita, de fato, no negócio e sabem que a equipe que está por trás é um grande fator para o sucesso.

Como devo me preparar para fazer o Pitch Deck?

Antes de tudo saiba que o seu Pitch começa antes mesmo do material. Reflita sobre os principais pontos do seu negócio, a dor que está resolvendo no mercado e a entrega de valor que possui. Este momento da apresentação precisa gerar impacto, logo, conte uma história!

Crie um roteiro: 

Para incorporar um bom roteiro pense na história que contará do início ao fim e em cada camada da apresentação. Quais estratégias conseguiria incorporar?

 

roteiro para um pitch deck

 

Utilize o design a seu favor: 

Para uma boa harmonia visual e entendimento do público, busque alinhamento do texto e das fontes. Uma boa pedida é utilizar de duas a três fontes diferentes. Tenha parágrafos com um bom distanciamento. Desfrute de boas imagens e disponha-as de uma forma relevante para que gere impacto.

Ao adicionar gráficos, tabelas e dados organize-os. Destaque apenas os números necessários para contar a história e seja o mais impactante possível. Por fim, a marca e as cores dos seus slides precisam estar em equilíbrio com a marca da empresa assim, terá uma visualização agradável. 

Escolha as suas armas:

Treine sozinho ou com alguém, lapide bastante e colha os feedbacks. O segredo está em você montar uma boa estrutura é um bom storytelling

O ser humano conta histórias desde o início de sua existência. O poder está na habilidade de se conectar emocionalmente. Você pode falar sobre qualquer assunto, mas se não expressar emoção, corre um alto risco de entediar o ouvinte. Consequentemente, este perde o interesse em te ouvir. Uma boa história é uma sequência de eventos ou narrativa que contém simplicidade, veracidade, solidez e emoção. Estes, desdobrados em tempo. Planeje em um ciclo com início, meio e fim consolidado.

O storytelling encontra-se ao se planejar, estruturar e compartilhar a sua fala. Por isso, é importante ter o seu tom de voz alinhado. Analise o ambiente adequado e tamanho da plateia, assim também a quantidade de energia que estás colocando na fala. Cada caso exige um tom diferente e você precisa identificar o seu.

Alinhado ao tom de voz, lembre-se que a velocidade é importante de controlar. Meça a sua agilidade para não ultrapassar o tempo esperado.

A postura comunica mais do que a fala. Portanto, mantenha a coluna ereta, olhos e queixo alinhados ao interlocutor. Apresente com a mesma firmeza que quer transmitir a mensagem, e um olhar que demonstre confiança e conexão. Evite olhar para slides, chão ou mesmo para as paredes atrás dos espectadores.

 

storytelling para pitch deck

O que precisa ter em um deck?

Um bom Deck precisa ser criativo, conter informações assertivas, ter uma boa estrutura e design para uma comunicação fluida e, além disso, gerar bons insights aos investidores.  

Revele seu conhecimento sobre o mercado e as métricas consistentes. Todo investidor gosta de ver gráficos subindo agressivamente. Se você tem isso, traga dados que mostrem o product market fit como evolução das métricas, aderência e engajamento e ainda destaque quem é o time capaz de fazer cumprir essas metas.

Por fim, sempre comprove as informações com dados e fonte de rodapé. Se for um estudo ou pesquisa própria, mencione qual a base do estudo e não importa a ordem de apresentação. Faça com que a história seja coerente, relevante e atraente para os ouvintes. 

Qual estrutura usar?

A sua apresentação começa quando seu slide está aberto. Faça ele começar a falar antes de você!

Cada slide precisa contar muito bem a história de maneira objetiva e convincente. Resista a tentação de colocar muita informação e lembre-se de fazer entre 10 a 15 slides de apresentação.

Alguns investidores gostam e preferem estruturas que comecem pelo problema e seguem uma linha de raciocínio clara para destrinchá-lo. Mas a ordem não importa, desde que tenhas um fluxo de informação coerente com o seu storytelling. 

Eu não quero reinventar a roda, pois existem diversos conteúdos sobre como estruturar pitch, inclusive vários aqui da ACE – e você pode aproveitar todos!

>> Os principais slides de um Deck de Investimento;
>> Como fazer um bom pitch para investidores e aceleradoras;

>> Pitch, please! Não existe bom projeto que resista a uma apresentação ruim.

Porém, quero te mostrar um resumo de importância para agregar no seu conteúdo. Tenha este ciclo em suas mãos!

 

como montar um bom pitch deck

 

 

Por fim, comprove todas as informações através de dados e busque não forçar a barra, traga números reais para a mesa, assim as análises poderão ser mais coerentes. 

O seu deck pode passar por alguns lugares em tempos diferentes, logo, adicione no final da sua apresentação a data e o seu contato para que possam chegar a você de maneira simples e rápida. 

E aí, está pronto(a)? 

Se você está buscando investimento, envie a sua apresentação para nós e podemos conversar sobre a sua empresa! 

 

Assine nossa Newsletter

Toda segunda-feira, receba as melhores notícias sobre inovação, empreendedorismo e venture capital. Além de comentários do Pedro Waengertner, você também recebe materiais e conteúdos exclusivos da ACE.

Encontre quem transforma o hoje e lidera o amanhã

26 de julho de 2024 – São Paulo